segunda-feira, 5 de abril de 2010

Ovos no jardim

   Ai! Que saudade da infância. Sabe aquela saudade de boas lembranças, que traz nos lábios um sorriso largo e um aconchego no coração. A Páscoa trouxe saudade da época em que acreditava que o coelho da Páscoa realmente existia e escondia ovos de chocolate de forma travessa, para que eu tivesse que encontrá-los.
   Esse domingo de Páscoa foi ao lado da vovó, que está chegando aos 90 anos. Os primos começaram a lembrar da preparação para a festa. Os quintais deixavam de ter as gramas aparadas para ficarem altas. Na época, segundo minha avó, só assim o coelho traria os ovos e os esconderia. As crianças da família ficavam ansiosas, contando os dias para a caça ao chocolate.
   No domingo acordávamos super cedo e ficávamos a todo momento perguntando se o coelho já tinha passado, se podíamos sair correndo para encontrar os ovos. Entre os primos havia uma disputa de quem encontrava mais ovos. Mas, ao final da busca sabíamos que tudo deveria ser repartido igualitariamente para que o coelho viesse no ano seguinte.
   Bons tempos aqueles em que a criança tinha fantasia, acreditava em histórias fictícias. Tudo era muito saudável. Eu e meus primos tivemos uma boa infância, sempre incentivados a crer, a ter fé.
   Esse tipo de lembrança nos acompanha para sempre. Nos faz feliz. E agradeço à família por ter permitido que eu vivesse momentos que hoje me trazem felicidade e conforto, com a certeza de que vivi ótimas histórias de infância.

2 comentários:

  1. Como sempre...

    Histórias lindas de uma mulher linda de corpo e alma.

    Beijos.

    Jorge Siufi

    ResponderExcluir
  2. Oi Ju!
    Tudo bem?
    Vc está inspirada mesmo.....rsrsrrsrs
    Parabéns pelo blog

    bjusss

    Elisangela Evangelista (via email)

    ResponderExcluir