sexta-feira, 16 de abril de 2010

Nova fase começa na primeira página do livro

   Muitos gostam de comparar a vida a um livro, aonde as páginas vão sendo preenchidas. Muitas vezes abrir um novo capítulo e REcomeçar é o suficiente. Mas, outras vezes é necessário colocar um ponto final para COmeçar a escrever outro desde a primeira página, com prefácio e tudo mais.
   Isso é necessário em várias ocasiões, como no término de um casamento tumultuado, quando um lado tenta manter a relação e a outro é destrutivo, age como um vampiro sugando a energia e a felicidade de quem está perto.
   Outra situação para COmeçar um novo livro é quando a necessidade de mudança geral torna-se essencial. O final do mês é o fechamento de um ciclo pra mim. Faço 35 anos e sem preocupações com a representação temporal deste número. A necessidade de mudança é para encaminhar minha vida para a nova fase.
   Quero encerrar 35 anos de páginas preenchidas com ótimos momentos. No antigo livro há capítulos de emoções e coisas experimentadas pela primeira vez, de pessoas que se tornaram grandes amigas de um momento da minha vida e de pessoas que foram escolhidas para serem irmãs por toda a vida. O novo livro será adequado à renovação de metas e desejos da nova fase.
   Não importa o motivo do COmeçar de novo. Todos nós fazemos, alguns com consciência da necessidade e outros sem nem perceber. Tenho certeza que preencherei as novas páginas com pessoas, emoções e situações que me farão bem.
   Não estarei sozinha na construção desse novo livro. À minha volta há a amiga que concluiu a fase ruim e fechou a contracapa do seu livro, há a que encontrará o rumo pessoal e profissional e tantas outras pessoas.
   Tentei escolher uma frase para o prefácio do novo livro, mas não resisti a duas:
Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.
Fernando Pessoa
Quando os ventos de mudança sopram, umas pessoas levantam barreiras, outras constroem moinhos de vento.
Érico Veríssimo
Qual é o prefácio do livro da vida que você escreve agora ou qual será o que escreverá?

Nenhum comentário:

Postar um comentário